ALQUEMILA, Alchemilla vulgaris.
Plantamed

Busca no Plantamed, com o Google. Alchemilla vulgaris L. - ALQUEMILA

Nome científico: Alchemilla vulgaris L.

Família: Rosaceae.

Sinônimos botânicos: Alchemilla vulgaris subsp. xanthochlora (Rothm.) O. Bolos & Vigo, Alchemilla xanthochlora Rothmal, Alchemilla monticola.

Outros nomes populares: pé-de-leão, alquemila; pie de léon (espanhol); alchemile (francês); ladies mantle(ingês); alcemila (italiano); alquemila e pie de león (casteliano).

Constituintes químicos: ácidos palmítico e esteárico, ácido salicílico, f lavonoides, fitosterol, sapon o s í d e os, taninos gálicos e elágicos.

Propriedades medicinais: tônica, adstringente (antidiarréico, hemostático, cicatrizante-reepitelizante), bactericida; refrescante, antipirético, analgésico, diurético, cicatrizante, regulador da circulação (venotônico, vasoprotetor), antiesclerótico.

Indicações: afecções urinárias (cistite, ureterite, uretrite, oligúria, urolitíase), anexite, aumentar a resistência capilar, conjuntivite, contusões, dermatite, diabete, diarréias, dismenorréia, dor de cabeça (por má digestão), edemas, eritema, estria, faringite, febrites, feridas, gota, gripe, hemorróidas, hidropisia abdominal, hiperazotemia, hiperuricemia, hipertensão arterial, melhorar a elasticidade das veias, metrorragias, parodontopatias, prurido, reduzir a permeabilidade capilar, resfriado, ulceração dérmica, ulceração corneana, úlcera varicosa, varizes, vulvovaginite.

Parte utilizada: parte aérea.

Contra-indicações/cuidados: gastrite, úlcera gastroduodenal. Os taninos podem irritar a mucosa digestiva. Para diminuir este risco associar a drogas demulcentes, como o malvaisco; Hipertensão, cardiopatia e insuficiência renal, só sob prescrição e controle médico, ante o perigo de produzir uma descompensação tensional.
Pode causar irritação de mucosas e hipotensão.

Modo de usar:

Uso interno:
- infusão por 20 minutos, 50 g de folhas de alquemila em um litro de água fervente. Tomar duas ou três xícaras por dia: anexite;
- infusão de 50 g de folhas de alquemila em um litro de água fervente, deixando repousar por 25 minutos. Tomar duas ou três xícaras por dia: dismenorréia;
- infusão de 60 g de folhas de alquemila em um litro de água fervente por 20 minutos. Tomar três xícaras por dia: dor de cabeça (provocada por má digestão), hidropisia abdominal;
Obs.: dê preferência quando for fazer uso interno, por fazê-lo antes das refeições.

Uso externo: compressas, lavagens, colutórios, gargarejos, irrigações vaginais;
- infusão de 60 g de folhas de alquemila em meio litro de água fervente. O líquido morno em compressas e lavagens, várias vezes ao dia. Evita inflamação causada por contusões e pancadas;
- decocção de 80 g de folhas de alquemila em um litro de água, ferver por dez minutos. Empregar o líquido em compressas e lavagens: úlcera varicosa.

Algumas espécies do gênero: Alchemilla.

Fotos são encontradas em:
www.henriettesherbal.com/pictures/p01/pages/alchemilla-vulgaris.htm
www.henriettesherbal.com/pictures/p01/pages/alchemilla-vulgaris-1.htm
www.henriettesherbal.com/pictures/p01/pages/alchemilla-vulgaris-2.htm
www.henriettesherbal.com/pictures/p01/pages/alchemilla-vulgaris-3.htm

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.