ANGELIN, Andira anthelmia.
Plantamed

Busca no Plantamed, com o Google. Andira anthelmia (Vell.) J.F. Macbr. - ANGELIN

Nome científico: Andira anthelmia (Vell.) J.F. Macbr.

Família: Fabaceae.

Sinônimos botânicos: Andira anthelminthica Benth., Lumbricidia amthelmia Vell., Geoffroya vermifuga St. Hilaire.

Outros nomes populares: angelim-amargo, andiraíba, angelim-de-folha-grande, angelim-macho, nagelim, pau-de-morcego; angélin (francês); andira (italiano); cabbage bark, cabbage tree (inglês).

Constituintes químicos: andirine, berberine, demethyopterocarpine, geoffroyine, Inermin, N-methyltyrosine, pterocarpans.

Propriedades medicinais: anti-helmítico, drástico, emético, febrífugo, laxante, narcótico, piscicide, purgativo, veneno.

Indicações: úlcera, vermes.

Parte utilizada: casca do tronco.

Contra-indicações/cuidados: tóxica.
Em dose elevada: náuseas, vômito, diarréia, febre, delírio, podendo levar à morte.
A serragem, quando do corte das árvores, se inalada, produz conjuntivite, grande sede, constrição facial, sensação de queimando, gosto amargo. Se coçar a pele pode aparecer erupções cutâneas.

Modo de usar:
- casca e/ou lenho em pó, uso externo: úlceras;
- mucilagem produzida pela casca: purgativo, drástico, emético e narcótico;
- sementes, torradas, em pó, em pequena quantidade (0,5 g a 1,5 g ao dia): vermífugas eficazes (preferível evitar o uso interno, apesar da sua eficácia contra Ascaris lumbricoid).
No caso do seu uso interno, havendo sintomas desagradáveis, eles podem ser diminuídos por uma dose de óleo de rícino, e bebendo livremente suco de limão ou suco de lima.

Algumas espécies do gênero: Andira.

Foto é encontrada em:
http://www.arvores.brasil.nom.br/florin/angelim.htm

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.