AIPO, Apium australe.
Plantamed

Busca no Plantamed, com o Google. Apium australe Thouars. - AIPO

Nome científico: Apium australe Thouars.

Família: Apiaceae.

Sinônimos botânicos: não encontrados na literatura consultada.

Outros nomes populares: aipo-d'água, aipo-doce, aipo-do-rio-grande, aipo-dos-pântanos, ápio, celeri, salsão.

Constituintes químicos: supõe-se que os componentes sejam os mesmos da espécie similar A. graveolens (apiosídeo, limoneno, selineno, eudesmol, sedanolídeo, anidrido sedanólico; açúcares, manitol, pentosanas, ácidos glicérico, glicólico, málico, tartárico, fumárico, cumárico, caféico, ferúlico, químico, xiquímico; flavonóides (apiína), cumarinas (sesilina, isopimpenelina e appigravina), guaiacol, fenol cristalizado, sesquiterpenos, ácido palmítico, óleo resina).

Propriedades medicinais:
- raiz e semente: estomáquica, aperitiva, vulnerária, diurética e anti-hidrópica;
- folha: resolutiva, peitoral, depurativa, expectorante, febrífuga, antiinflamatória, tônica, antiartrítica, anti-reumática, carminativa, emenagoga (salada), excitante, antiescorbútica, alcalinizante, antitérmica, antiasmática, antianêmica.

Indicações:
- folhas e sementes: afecções febris, asma úmida, bronquite, bronquite asmática, catarro pulmonar, colite, contusões, disenteria, ferimentos, gonorréia, gota, hepatite, laringite, litíase vesicular, nefrite, retenção de urina, úlceras de difícil cicatrização;
- raiz: cálculos do fígado, icterícia.

Parte utilizada: raízes, preferencialmente frescas, folhas e sementes.

Contra-indicações/cuidados: não deve ser utilizada por pessoas portadoras de inflamações renais e diabéticos, sob a forma de saladas.

Modo de usar:
- infusão de 1 colher das de sopa de raízes ou folhas verdes por litro d'água. Tomar 3 xícaras ao dia;
- infusão ou decocção de 30 g de folhas em 1 litro de água. Tomar 1 xícara 3 vezes ao dia (disenteria, colites e anemias). Para a bronquite asmática, adoçar com mel e tomar diariamente pela manhã, em jejum.
- infusão ou decocção de 25 g de raiz ou sementes em 1 litro de água. Tomar 1 xícara 3 vezes ao dia: laringite e bronquite;
- suco das folhas: 1 xícara ao dia, dividida em 3 a 4 vezes: nefrite, hepatite, afecções febris;
- pó das raízes secas e moídas: polvilhar 2 vezes ao dia sobre úlceras rebeldes;
- cataplasma em ferimentos e contusões: aplicar 2 vezes ao dia a folha sobre a região afetada;
- infusão ou decocção a 2,5%. Tomar 50 a 200 ml/dia;
- extrato fluido: 1 a 5 ml/dia;
- tintura: 5 a 25 ml/dia.
- elixir, vinho ou xarope: 20 a 100ml/dia.
- pecíolo carnoso e as raízes carnosas são utilizados em saladas;
- as folhas desidratadas e pulverizadas, são excelente condimento.
Obs.: o consumo regular reduz a eliminação de potássio do organismo, sendo indicado principalmente para atletas.

Algumas espécies do gênero: Apium.

Foto é encontrada em:
http://www.panoramio.com/photo/1612769
http://www.flickr.com/photos/10009563@N08/2084096214

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.