Plantamed
Última Revisão: 28/08/2014 17:05:02
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

Valeriana officinalis L. - VALERIANA

Nome científico: Valeriana officinalis L.

Família: Valerianaceae.

Sinônimos botânicos: Valeriana baltica Pleijel, Valeriana exaltata J.C. Mikan, Valeriana officinalis subsp. baltica (Pleijel) Á. Löve & D. Löve, Valeriana officinalis subsp. exaltata (Mikan fil.) Soo, Valeriana palustris Kreyer, Valeriana sylvestris.

Similares botânicos: Valeriana wallichii DC., Valeriana jatamansi Jones.

Outros nomes populares: erva-de-amassar, erva-dos-gatos, erva-de-são-jorge, erva-de-gato, valeriana-menor, valeriana-selvagem, valeriana-silvstre. Valeriane (francês), valerian (inglês).

Constituintes químicos: óleo essencial (0,5 a 1,5%); hidrocarbonetos monoterpênicos e sesquirterpênicos (-pineno, fencheno, -bisabolol); ácidos valeriânicos, propiônico, málico, tânico, acético, fórmico; ésteres terpênicos: isovalerianato de borneol; cetonas terpênicas: valeranona; alcalóides (0,1%): valerina; valepotriatos (0,5 a 2%); taninos e matérias resinosas; álcoois terpênicos.

Propriedades medicinais: apetite (moderadora do), anticonvulsiva, antidepressiva, antiepiléptica, antiespasmódica, anti-histérica, antiinflamatória, antineoplásica, antineurálgica, antipirética, antiprotozoária, antitumoral, aromática, calmante de neurastenia e psicoastenia, carminativa, diurética, emenagoga, estimulante, espasmolítica, hipnótico, hipotensiva, narcótica (ligeiramente), relaxante, sedativa, sonífero, tônica, vasodilatadora, vermífuga (levemente), vulnerária.

Obs.: os valepotriatos, ao contrário dos benzodiazepínicos, restauram o equilíbrio autonômico-fisiológico sem exercer efeito direto sobre o córtex cerebral e o sistema límbico.

Indicações: afecções nervosas, angústia, ansiedade, asma, cansaço intelectual, chagas, cólicas abdominais, celulite, contusão, convulsão, falta de apetite, ferida, debilidade, debilidade cardíaca, depressão nervosa, dermatose pruriginosa, distúrbios da menopausa, distúrbio nervoso, dor reumática, eczemas, epilepsia, estresse, espasmos, gastralgia nervosa, gripe, hiperexcitabilidade, hipocondria, histeria, insônia, machucados, menopausa, nervosismo, neurose, neurose cardíaca, obesidade, problemas circulatórios, palpitações cardíacas, reumatismo, tumores.

Obs.: considerada um dos melhores calmantes e antiespasmódicos do reino vegetal, produzindo excelente efeito contra as convulsões.

Parte utilizada: rizoma e raízes.

Contra-indicações/cuidados: contra indicada para gestantes.
Doses abusivas ou uso prolongado, podem resultar em: agitação, cefaléia, dispepsias, vertigem, alterações na visão e audição, excitação mental, delírio, reações alérgicas cutâneas, alucinações, torpor, convulsões, morte por parada respiratória; o uso contínuo pode induzir ao chamado "valerianismo", um estado emocional instável.
A essência é eliminada pelos rins, podendo a urina adquirir o cheiro característico da valeriana.

Modo de usar:
Infusão ou decocção:
- 5 a 15 g de raiz fresca (ou 5 g de raiz seca) por litro de água. Tomar 50 a 200 ml por dia;
- vinho: macerar por 8 dias 25 g de raiz em 1 litro de vinho branco. Coar e tomar 1 cálice 3 vezes ao dia: depressão;
- pó das raízes: 0,3 a 1,0 g, três vezes ao dia.
- alcoolatura: 2 a 10 g por dia.
- extrato fluido em álcool 60%: 4 a 8 ml, três vezes ao dia.

Crianças: 0,20 a 0,40 g por ano de idade ao dia.
Fitocosmético: decocção da raiz.
Obs.: as raízes são arrancadas com dois anos, limpas, lavadas rapidamente (sem pelar nem raspar), cortadas e postas a secar brevemente, a 35°C no máximo.

Algumas espécies do gênero: Valeriana.

Foto é encontrada em:
www.desert-tropicals.com\Plants\Valerianaceae\Valeriana_officinalis.html
www.henriettesherbal.com/pictures/p14/pages/valeriana-officinalis-2.htm
www.henriettesherbal.com/pictures/p14/pages/valeriana-officinalis-5.htm

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.


By Zulmiro Fonseca Google +